terça-feira, 1 de março de 2011

Posso comprar coca cola?

O cenário era esse:
Umas 7 horas da noite, eu, num raro momento vendo tv. O Chacal no micro e o Lucas jogando video game no quarto.
O Menino melanina vem até a sala e assim, como se fosse a coisa mais comum do mundo, olha pra mim e fala:
Mãe, me dá um dinheiro que eu vou ali no bar comprar uma coca-cola pro jantar....
Para tudo, choquei, por um segundo fiquei paraplégica, tetraplégica, muda, surda e lesa. Olhei para aquela criança (detentor de toda a melanina da família) e pensei:
Quem é vc, o que vc fez com o meu bebê?
Como assim ir ali no bar comprar coca cola?
Me recuperei, parcialmente e disse.
Menino melanina, vc ainda não pode atravessar a rua sozinho, não dá pra vc ir sozinho comprar coca-cola no bar.
Ele muito sério, vem bem pertinho de mim, segura o meu rosto com as duas mãos me dá um beijinho e fala:
Mãe, eu estou crescendo, eu posso ir lá sozinho, eu consigo atravessar a rua...
Ele tem razão.
Claro, criança sempre acha um jeito muito particular de te dar aquele toque, arrasa quarteirão.
Fiquei tão sem jeito, vi que ele tinha razão, mas honestamente, não tenho coragem de deixá-lo atravessar a rua sozinho.
Então pensei rápido e disse ok. Vc tem toda razão. Já é um rapaz e realmente pode ir sozinho ao bar.
Mas, vamos primeiro fazer um teste. A gente te leva até o portão e fica vendo vc atravessar a rua e ficamos esperando vc atravessar de volta. Tudo bem?
Ele atravessou direitinho. Fez tudo direitinho.
Como não percebi que ele cresceu?

2 comentários:

Anônimo disse...

Ai, Lú! Que coisa mais fofa. Está um rapaz.

Almeida Lucius ™/ Ulisses Reis ®/Heleno Vieira de Oliveira disse...

Tenha um linda semana, beijos !!!