sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Unidas na arte do crime

Suspense, crime e impunidade.

A Vítima: 
Lucas Lima, menino esfomeado, sem almoço até as 15:00 no aguardo de comida.




O Crime:
O extermínio impiedoso e irrestrito de 3 empadinhas de queijo que seriam o lanche da vítima.  


As acusadas:
Dharma Paraíso da Serra, famosa criminosa com uma extensa ficha criminal, repleta de antecedentes, que devido a falhas no nosso sistema judiciário, permanece em liberdade ( Sim! A juíza gosta dela, por isso ela possui liberdade irrestrita).
Vulgarmente conhecida como DharmaSay, lê-se Dharma Sai (depois de 15 anos ouvindo "Dharma Sai" ela tem certeza que esse é o seu nome, por isso quando falamos "Dharma Não" ela nos olha com desdem e pensa: " Não deve ser comigo, esse não é meu nome". E quando falamos " Dharma Sai " ela nem se dá ao trabalho de olhar com desdem, simplesmente finge que não ouve.
TyLee, criminosa aprendiz de DharmaSay, ainda em fase de treinamento e aperfeiçoamento. Atende pelo nome de Yorkzila ( O maior yorkshire ever!) Ainda possui o hábito de atender e obedecer aos comandos de voz.



Um fotografo amador conseguiu capturar o momento do crime: 
Unidas pelo ideal do crime. 




A Pena:
Pena, que pena, aqui reina a impunidade. Pena do Lucas Lima que ficou sem as empadas.


Kkkkkk comeram muito e foram dormir de barriguinha cheia...



5 comentários:

Pila disse...

😢😝😝😝 coitada da vítima! A impunidade reina nessa terra de ninguém!kkkkkkkkkk

Bartinha disse...

Verdade. Nessa terra de Ninguém a vida é assim... Kkkkk

Bartinha disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Bartinha disse...

Verdade. Nessa terra de Ninguém a vida é assim... Kkkkk

Peu Rocha disse...

Oi
Passando e amando seu blog
Ja sou uma seguidora
Tenho meu cantinho e adoraria ter vc por la
Bjs